Setembro amarelo e doenças crônicas


Setembro amarelo é o mês que todo mundo tenta se lembrar que o outro importa. Que os sentimentos do outro importa. Que a indiferença mata e que palavras maldosas também.

Sabe o que é pior? Que as pessoas realmente acham que é fácil ter uma doença crônica e sentir dores fortes por todo o corpo, o dia inteiro. Realmente pensam que é fácil sentir que não é capaz de nada e que mais parece que está mais morta do que viva. Que tudo bem se sentir fraco o dia todo e sentir as suas mãos fracas ao carregar algo e os pés fracos ao caminhar.  Que no auge dos 20 anos, você se parece mais uma senhora de pelo menos 70 anos. 

Acham que é fácil e divertido ter que cancelar compromissos por não conseguir levantar da cama de tantas dores. Ou não conseguir ser a mesma pessoa que apesar de tudo era cheia de vida e entusiasmo. Que é fácil sentir tantas dores, fadiga, formigamentos, espasmos, pontadas em todo o corpo, enjoos, tontura, depressão, ansiedade, cefaleia, esquecimento, fraqueza e vários outros sintomas. 

Ter fibromialgia não é fácil, quem tem essa doença precisa de respeito e muita compreensão. E sinceramente? Nunca diga que temos uma doença crônica porque queremos, porque o que mais queremos, é não ter. É a liberdade de não sentir dores todos os dias, e redescobrir como é não sentir dores, porque uma pessoa com fibromialgia simplesmente esquece o que é ser uma pessoa saudável e sem dores. 



Tenha empatia com pessoas que tem doenças crônicas. A taxa de suicídio entre elas é gigante. Não é fácil viver sofrendo e sendo desacreditado por médicos e "especialistas" todos os dias que isso nunca passará. Então por favor, mais amor. 

Se você tem um marido ou uma esposa, mãe/pai ou filho, irmão ou  o que for, que tem alguma doença crônica, ajude sempre que puder, reconheça que não é preguiça. É muito mais profundo e muito mais doloroso que isso.

Desculpa, eu realmente queria falar sobre coisas boas. Mas tendo fibromialgia, e nesse exato momento uma dor forte nas costas, nos braços e uma fadiga infernal que não passa, isso é tudo que eu tenho pra falar. 


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.