Comecei a assistir Good Witch (A Bruxa do bem) meio que por acaso, não tinha nada pra fazer, e então vi que era novidade na netflix, e decidi assistir. Sim, eu assisti o primeiro episódio assim que saiu a primeira temporada na netflix. E acompanho desde então. Confesso que sempre gostei bastante de séries/filmes que envolva um toque de magia. E isso me deixou ainda mais feliz ao conhecer essa série tão maravilhosa. Quando comecei a assistir, sentia a série um pouco parada, é bem diferente de séries de ação, super heróis, que costumo assistir. Mas eu realmente me apaixonei, e vejo como uma série bem lifestyle e gostosa de assistir. 
Cassie Nightingale (Catherine Bell) é uma simpática mulher com poderes mágicos. Depois do falecimento do seu marido, ela e sua filha adolescente Grace (Bailee Madison) se mudam para uma cidade pequena a fim de retomarem suas vidas. É lá que elas conhecem seu mais novo vizinho: Sam Radford (James Denton) um misterioso médico.” – AdoroCinema

Apesar de parecer que a série é regada de bruxas, magias, e efeitos especiais, não é.  E isso foi o que mais amei na mesma, é uma série leve, discreta e envolvente. A série se passa em Middleton, uma cidade pequena, daquelas que todo mundo se conhece e vire mexe se encontra por aí. O foco é a família Nightingale, Cassie e a sua filha Grace, a série faz com que a gente se envolva na vida e no dia a dia dessas duas personagens, e claro, de muitos outros também, como por exemplo o médico: Sam e seu filho, Nick, que acabam de se mudar de Nova York para Middletown. A prima de Cassie, Abigail, os enteados de Cassie, Brandon e Lori. E vários outros personagens que ao longo de 4 maravilhosas temporadas vamos nos envolvendo com cada um deles. 

Cassie é uma mulher, mágica,  muito intuitiva e misteriosa. Dona da famosa pousada, a Casa Cinza. Ninguém vai embora sem alguma mudança em sua vida. Ela sempre sabe o que oferecer para cada um que precise dela, seja um conselho ou um produto natural que faça se sentir melhor. Ela é uma mulher extremamente inteligente, um poço de conhecimento, confesso que quando eu crescer, quero ser como ela. Ela tem um alto astral maravilhoso, acredita que todos somos bons e que merecemos sempre o melhor, e realmente, com seu jeito mágico, ela guia todos a encontrem o seu melhor. 

Alguém da incrível Casa Cinza, ela também possui uma loja famosa em Middletown, Vela Sino e Livro, e é um lugar mágico! Sempre tem o que os moradores de Middletown precise: Seja um óleo essencial, um acessório especial, ou até mesmo um mapa da cidade. 

Cassie se envolve com o Sam, o médico que se mudou de Nova York, e o relacionamento que os dois desenvolvem no decorrer da série é maravilhoso! É aquele casal que a gente torce pra dar tudo certo com muito orgulho. 

O relacionamento de mãe e filha entre Cassie e Grace é incrível, mais ou menos como Lorelai e Rory em Gilmore Gilrs. 

Eu realmente poderia ficar falando sobre essa série por horas, mas eu não quero dar spoliers e tirar a experiencia maravilhosa que todos terão. Para todos que gostam de Gilmore Girls, podem ter certeza que irão amar Good Wicth, a série é segue na mesma pegada lifestyle e gostosa. Vale muito a pena maratonar essa série todinha! Eu mesma não vejo a hora da 5 temporada. 

Espero que tenha gostado, um beijo e ótima série!


A minha vida toda eu criei expectativas. Tudo que saia fora do que eu esperava e criava pra mim mesma me magoava muito. Eu culpei muito as pessoas por isso, e até hoje culpo, não posso mentir, é um trabalho diário. Por algo que só diz a respeito de mim mesma, a culpa não é e nunca foi de ninguém. E sim minha. Eu sou responsável pelas expectativas que crio sobre os outros. Talvez seja por eu sou muito ansiosa, tipo, extremamente ansiosa, e não aguento esperar nada, quero sempre saber e entender como vai ser antes mesmo de ser, dá pra entender né? E a verdade é que isso acaba conosco. E é algo que depois de fazer algumas vezes, você não vai parar fácil, é viciante. Colocar toda a responsabilidade de tudo na mãos das pessoas pode parecer muito tentador.

Em um relacionamento por exemplo, não sei dizer quantas vezes uma colega me disse horrores da pessoa que estava se relacionando, como se todos os problemas que ela tinha fosse a culpa do dito cujo, mas não é sempre assim. Sabemos sim que há pessoas horríveis por ai, e que são abusivas. Mas as vezes, nós somos essa pessoa. Mas ninguém quer ver, é sempre mais fácil e prazeroso colocar a culpa do mundo em cima de outra pessoa. E depois de muita conversa pra tentar entender tudo que aconteceu, muitas dessas amigas me falavam coisas que era obvio que ela criou muita expectativa no parceiro, e o coitado não soube corresponder. O que alias, ninguém é obrigado a corresponder nossas expectativas.

Como eu disse, eu mesma já fiz isso muitas vezes, praticamente a vida toda. E não falo apenas de relacionamento, mas de tudo. Amigos, família, tudo. Eu não percebia no momento, mas eu sempre quis que tudo fosse do meu jeito, bem mimada mesmo. Mas não é assim que a vida funciona. Se eu pudesse voltar atrás eu voltaria e só viveria, sem colocar expectativas em nada, não ficaria culpando ninguém por algo que eu criei na minha cabeça, eu só iria realmente curtir a minha vida, os momentos que eu perdi, por não ter visto isso antes. 

Mas hoje, eu me proponho a ser diferente. A fazer diferente. Não criarei mais expectativas. Assim também, como não quero que criem sobre mim. Acho que não tem nada melhor nessa vida do que só deixar os mementos acontecerem, e os curtir como se sempre fosse uma surpresa.


Fotografia unsplash