O começo da vida adulta

8 de junho de 2018

fotografia unsplash
Quando somos mais novos, queremos ansiosamente crescer, e que essa espera para a vida adulta acabe o quanto antes. Acreditando que ser maior de idade vai mudar muita coisa em nossa vida, e que isso será a melhor coisa do mundo. Bom, por um lado, é verdade, muitas coisas mudam, como as responsabilidades que aumentam mil vezes, o que acaba fazendo com que a gente precise amadurecer muito mais rápido que o natural, e isso as vezes faz a gente enlouquecer, pois é, a vida as vezes cobra muito da gente, e  a gente acaba sendo obrigada a dar um jeito de se virar. Como morar sozinha que te proporciona obrigações que talvez morando com seus pais você não tinha antes, ou até mesmo trabalho, faculdade, e quem sabe dividir a vida com alguém. Eu estou nesse momento da vida, em março desse ano completei dezenove anos, ou como dizem: primaveras. E mesmo antes disso, muitas coisas mudaram em minha vida ao "ficar de maior", sai de casa,  vim morar em outro estado sozinha, sem ninguém que eu já conhecesse pessoalmente, comecei o processo de abrir a minha empresa de marketing digital: a Colibri, com outros dois sócios: meu namorado e minha amiga (cunhada), comecei um relacionamento sério, bem sério por sinal, nós iremos nos mudar para minha cidade natal: Ribeirão Preto, e lá, continuar escrevendo a nossa história, e estabelecendo melhor a nossa empresa no mercado. Foram tantas mudanças em pouco tempo, em mais ou menos 6 meses a minha vida mudou completamente, imagina, para quem ficava o dia todo dentro de casa depressiva, foi um boom! E apesar de isso me assustar muito, como disse no post estar longe de casa, isso foi incrível para mim, me fez ver o mundo todo de outra perspectiva. Foi o ponta pé inicial para a vida adulta e para o meu processo de amadurecimento, apesar de todas as desistências, medos, e obstáculos que foram difíceis, saio dessa etapa muito orgulhosa de mim. Crescer é algo muito estranho e complexo, eu confesso que nunca senti tanta falta da minha família, até mesmo de tudo que eu reclamava antes de estar tão longe, a gente vê tanto defeito em tudo e em todos, quando somos ingratos tudo se torna negativo, e quando estamos dentro de um problema tudo se torna mais denso, estar de fora me fez ver como eu deveria ser mais grata a tudo que Deus me deu e reclamar menos, o quanto eu realmente sou grata e amo a minha família com todo meu coração, do jeito que são, os amo porque são o que são. E amo a minha mais nova família, meu namorado e meu gatinho, eles são o meu lar, e junto a eles, continuarei a escrever a minha história, eles fazem com que eu tenha mais vontade de vencer todos os obstáculos que eu encontrar no meu caminho, eles me dão força. E apesar de toda a dificuldade na vida adulta, e de ser necessário, confesso que gosto. E que estou animada para ver onde irei chegar, espero que longe. Daqui duas semanas estarei me mudando de novo, e espero contar tudo para vocês a partir daqui, irei ficar mais ativa no blog e quem sabe voltar para o canal no youtube. Sei que terei muito conteúdo e novidades para contar para vocês, obrigada a todos, grande beijo no coração. 

8 comentários

  1. Faz tempo que tô na vida adulta. Tenho 22 anos. Vou completar 23 em agosto. E, preciso ser sincera. Crescer, pra mim foi foda. Desculpe a palavra. Mas, as vezes eu sinto uma falta enorme da infância, eu não tinha que me preocupar com nada. Só em ver meus desenhos e estudar. Eu achei que quando eu crescesse, minha vida iria mudar, eu ia ser independente, ter uma vida maravilhosa. Eu ainda não consegui realizar meus sonhos. E, eu tenho medo de que um dia, meu sonho não seja realizado. Tenho muitos planos pro futuro. Eu, ainda não tenho como ajudar meus pais com as contas e isso me deixa muito triste. Eu só vejo os boletos chegando.

    ResponderExcluir
  2. Eu sou adulta tem um tempinho já, tenho 25 anos, mas ainda não me sinto como uma. Tem momentos que sim, mas na maior parte do tempo me sinto quase como adolescente kkkkk. Esse negócio é complicado, a gente se cobra tanto para ser tudo que um dia achamos que seríamos que a pressão pode ser um pouco complicada. Mas vamo que vamo pq a vida não espera por ng
    beijos,

    Amanda
    www.amandasoldi.com

    ResponderExcluir
  3. Olha, confesso que se u pudesse voltar a ser criança, eu voltaria. Ainda tenho 18 anos, mas aquele peso da vida adulta já começa. Eu fico meio abismada quando vou nas lojas e as vendedoras me oferecem cartão, ou quando alguma criança me chama de "tia" haha.
    Ok, brincadeiras à parte, é muito doido e muito libertador ao mesmo tempo, mesmo com todas as responsabilidades. É responsável para nosso amadurecimento, e eu espero ansiosa pelo dia que vou poder fazer "coisas de adulto" (morar sozinha, viajar sozinha...).
    Grande beijo pra você também, e parabéns pelo texto *-*

    ResponderExcluir
  4. Tenho 20 anos, vou fazer 21 em dezembro, mas assim como a amanda eu n me sinto como uma não. Muitas vezes temos muito mais responsabilidades e obrigações, muita pressão, mas ainda sim me sinto como uma criança que "pode fazer tudo", posso sair, posso dormir fora... apesar de tudo eu gosto de " ser adulta"

    ResponderExcluir
  5. Que bom que está passando por tantas mudanças boas para você, como disse ali também, melhor doq ficar depressiva no quarto, é meio que um boom, e um crescimento maior conquistar isso tudo. Agarre isso, de verdade. Eu sou adulta, as vzs bate muita tristeza por estar no mesmo lugar e não conseguir meu próprio dinheiro, abrace qualquer mudança, valorize, isso que é muito importante e pessoas boas conosco né? Kissus

    ResponderExcluir
  6. Eu nunca quis crescer kkkkk, amanhã faço 24 anos e até hoje não gosto de aniversários, pois me fazem pensar que se foi mais um ano de minha vida, estranho eu sei. Desejo muito sucesso e paz nessa nova etapa de sua vida, e que tudo se realize, adorei ❤️

    http://sinceramente-le.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Realmente a vida adulta é aquela surpresa, gostei muito da sua maneira de compartilhar conosco suas expectativas. Mas, as vezes temos ainda aquela "insegurança" em determinadas atitudes.

    ResponderExcluir
  8. Amei o texto, realmente crescer é dificil pra mim, porque tenho medo de errar e de não agir maduramente em determinadas situações eu tenho 16 anos e estou aproveitando, a minha adolescencia, porque maior parte da minha vida serei adulta, então aproveitar os 18 anos de infantilidade hahahah
    Adoro seu blog é muito lindo, estou seguindo querida

    https://coisasdecrespasoficial.blogspot.com/2018/06/shampoo-sem-sal-existe.html

    ResponderExcluir

© Mundo de Fany . Design by Fearne