fotografia unsplash
É um tanto quanto assustador no começo, confesso. Mas quando você percebe que consegue viver longe da sua zona de conforto por mais que seja difícil, você se orgulha de si mesma. Você começa a entender coisas que não entendia antes, e não entenderia se não tivesse passando por essa uma situação semelhante. Você agradecer por ter sido corajosa, e por ter escolhido enfrentar essa situação, ao invés de se desesperar. 

Para ser sincera, eu não sei como eu vim parar aqui, foi tudo muito rápido e eu só sei que estou aqui, e que estou feliz. Foi tudo muito confuso no começo, precisei convencer meus pais, acabei brigando com eles algumas vezes, sendo irresponsável sem entender o lado deles. Afinal, a filha mais nova iria conhecer o mundo pela primeira vez, ou pelo menos um pedacinho dele. Pra quem não pegava um ônibus sozinha, foi um susto para a família inteira, teve quem me pediu pra ficar e teve quem se orgulhou de mim, eu entendo os dois lados. Viagem de avião, outro estado, pessoas desconhecidas, incertezas, medos, solidão. 

Aqui eu aprendi muita coisa, aprendi a estar longe da minha zona de conforto, confesso que não é nada fácil, a necessidade de voltar pra casa invadiu o meu ser diversas vezes, até que eu resolvi ir embora antes da data prevista. Chateei algumas pessoas, e por um lado, a mim mesma, por um momento me vi fraca, me vi fazendo o que fiz a vida toda, desistir de tudo que era difícil demais. Mas hoje estou mais feliz com a minha decisão, tudo acontece por um motivo, e eu sei que era hora. 

Aqui encontrei o amor da minha vida, encontrei alguém que eu aprendi amar de verdade, e que faz eu me sentir amada. Se fosse somente por esse motivo, a minha viagem já teria valido. Mas claro que tem vários outros motivos incríveis, conheci uma amiga que por muito tempo foi minha melhor amiga a distancia, e eu, ela e o meu namorado (irmão dela) que já tínhamos uma empresa, passamos a focar muito mais e fazer com que ela evoluísse a cada dia, e foi o que aconteceu.  

Conheci outras pessoas que me acolheram e cuidaram de mim até então, me ensinaram muito e eu sou extremamente grata a isso. Conheci a gatinha da minha amiga, a Ravena, nossa mascotinha. Infelizmente ela partiu, mas ela nos fez enxergas coisas que não teríamos enxergado antes, e depois da partida dela, adotamos três gatinhos, um para cada casal, o nosso é o mais espoleta, mas somos apaixonados por ele. A cidade também é linda, bem diferente de onde eu vivi a minha vida toda, aqui do meu quarto eu vejo o morro, é lindo. As casas são diferentes, as vezes me parece ser outro país, e isso é muito legal.  

Logo estarei voltando pra casa, e voltarei diferente, uma outra pessoa, com uma nova perspectiva, e com uma bagagem um tanto quanto linda: O meu namorado voltará comigo, e iremos continuar escrevendo e construindo a nossa historia, e de novo, tudo será novo, para mim e para ele. 

Vale a pena se arriscar, você só tem a ganhar. Corra atrás dos seus sonhos, faça o que você ama, se permita. Não é fácil, mas é gratificante. Obrigada a todos que cuidaram de mim. E obrigada a todos que tiraram seu tempo pra ler essa postagem. 

Obs: Gostaria muito de colocar imagens autorais aqui para vocês, mas meu celular quebrou há alguns meses e estão todas nele.