Algumas coisas para se lembrar se você ama uma pessoa com ansiedade

1 de março de 2018

imagem unsplash
Dizem que ansiedade, depressão e síndrome do panico são as doenças da atualidade, se você não tem, provavelmente conhece pelo menos alguém que tenha. Elas atrapalham relações sociais e a rotina do dia a dia. Lembrando que quando chega nesse nível é importante procurar ajuda profissional de psicólogos e/ou psiquiatras. Esse texto aborda algumas maneiras de lidar com as pessoas que você ama que sofrem de ansiedade. 

Eles preferem que você se mantenha próximo
As vezes pode parecer que não, mas geralmente o que alguém com ansiedade menos quer é ficar sozinho, a sensação de abandono assusta e faz com que pensem o tempo todo que fizeram algo de ruim para merecerem ficar sozinhos, eles apreciam a sua companhia, por mais que as vezes não pareça. 

Dificuldades com mudanças
Vamos combinar que a zona de conforto é um lugar muito legal e confortável, não é mesmo? Sair da zona de conforto é difícil e um tanto quanto aterrorizante para qualquer um, quem dirá para quem tem problemas com ansiedade, isso torna ainda mais difícil e aterrorizador. Tenha mais paciência com essas pessoas. Elas estão dando seu melhor.

Eles são muito mais que a sua ansiedade
Lembre-se que somos muito mais do que qualquer doença, seja física ou psicológica. Reconheça que assim como todos essas pessoas também tem muito mais a oferecer. Quando parecer difícil demais lidar com essas pessoas, pare por um momento e faça uma lista de coisas para se apreciar na mesma, e assim irá ver o quanto a ansiedade é pequena perto de tudo que aquela pessoa é. 

Não é somente psicológico, também é físico -
Ansiedade é muito mais que se preocupar com algo ou alguém, também é falta de ar, insônia, náuseas, tremedeiras, dor no peito e uma dor de cabeça horrível que parece nunca ir embora. É uma enorme e assustadora sensação iminente de morte, na maioria das vezes, todos os dias. Então tente entender quando disserem que não estão bem, é porque realmente não estão. Procure uma forma de ajudar, de mostrar que essa pessoa tem com quem contar. 

É temer todos os dias pelo o que pode acontecer em um futuro próximo - 
É ter medos irracionais, acreditar que o pior está sempre por vir. É viver no limite e se culpar por tudo e qualquer coisa que acontecer.  É o medo de sair na rua e ser assaltado, é um filme de terror cheio de possibilidades que passa na cabeça em cada situação, sendo ela boa ou ruim. Se você ama alguém com ansiedade, tente sempre tranquilizar essa pessoa, e entender que não é frescura. 

Sensação de abandono e inferioridade
Complexo de inferioridade é só mais um dos sintomas de ter ansiedade. A sensação que a qualquer momento pode ser abandonado pelas pessoas que mais ama é assustador. É um medo de fracassar exagerado a todo momento e a busca incansável por perfeição. E então se punir quando você falha. É se afastar de todos e aceitar que talvez seja mais fácil estar sozinho. Mas não os deixe sozinhos, se esforce para mostrar o porque ainda está ao seu lado.

Dê valor a essas pessoas, elas são incríveis, e o que elas mais fazem é se importar o tempo todo. Seja a diferença na vida delas, procure entender e ajudar como puder ao invés de julgar. 

12 comentários

  1. Tenho ansiedade , então sei na pele o que é passar por todas essas situações.

    Parabéns pelo post <3

    letologia.blogspot.com.br


    ResponderExcluir
  2. Olá querida Fany!
    Que blog incrível~seguindo aqui!
    Achei a postagem maravilhosa!
    Sou uma pessoa muito ansiosa, tímida e ainda tenho insônia!
    As vezes me sinto muito sozinha e que ninguém me entende!

    Tenha uma semana ainda mais abençoada!
    xoxo, Pam!

    https://palomari.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oii Fannnyyyy!! Cara, eu adoro o teu blog. Você sempre traz temas super relevantes e que acabam nos agragando algo. Eu acho lindo ver que as pessoas estão mais abertas pra falar sobre saúde mental. Finalmente sabe?! muito legal o sue post e as suas dicas. A dica sobre fazer lista é muito boa. Enfim, todo o seu post super amor. Parabéns e obrigada por trazer temas assim para serem debatidos. Beijo

    www.verdadeescrita.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Fany!
    Adorei o post, as mensagens são curtas, mas trazem tanto significado. Eu provavelmente não tenho ansiedade, mas vez por outra passamos por alguns momentos que nos fazem experimentar sensações que, mesmo que não seja da mesma maneira, ajuda a compreender quem sofre com essas doenças. Não é fácil mesmo, e compreensão é o que mais se precisa!
    Adorei e iniciativa do post e espero que ele possa sempre ajudar muitas pessoas! <3
    xoxo

    ResponderExcluir
  5. Oi! Tudo bem?

    Como uma pessoa que sofre não apenas com a ansiedade, mas também com uma depressão crônica, posso dizer que o mais importante para lidar com toda essa situação difícil é saber que tem alguém com quem contar. Alguém que não vai embora na primeira crise, que não vai te achar um monstro por às vezes não conseguir ser tão gentil quanto gostaria, que não vai te julgar por precisar que algo seja feito de determinada maneira pra acalmar a palpitação no coração. Queria que seu post fosse lido pelo mundo!

    Abraços,
    Gislaine | Literalize-se

    ResponderExcluir
  6. Oi Fany, tudo bem? Que reflexão mais importante. Nunca conheci de perto alguém que tivesse esses sintomas mas acredito o quanto deve ser necessário cuidar e buscar ajuda. Muitas vezes a família pode considerar frescura ou pensar que a pessoa está querendo chamar atenção, porém conforme a pessoa a ansiedade pode estar num nível muito avançado. O apoio da família, ajuda profissional, e consciência de que é preciso mudar, de que é preciso fazer algo, vai fazê-la sair da zona de conforto. Beijos da corujinha, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  7. Esse assunto é realmente delicado e precisa de bastante atenção. Li um livro chamado "o poder da esperança" que fala justamente sobre isso e como podemos fazer pra que essas pessoas se sintam mais amados. Aconselho muito você ler ele. Ótimo post, gostei bastante do que você falou. Parabéns.

    @ocristaocriativo
    www.ocristaocriativo.com

    ResponderExcluir
  8. Um dos motivos de eu nunca ter me envolvido com alguém é justamente a ansiedade que adora me consumir de tempos em tempos. Há umas semanas li um texto dizendo que "garotos gostam de namoras garotas psicologicamente instáveis", e isso só me deixou um tanto mais neurótica. É tão importante disseminar que pessoas com ansiedade tem dificuldade para se relacionar, para lidar com o mundo! Adorei o seu texto, ficou incrível <3

    ResponderExcluir
  9. É muito isso mesmo! Tive ansiedade por muitos anos, e tenho ainda, e quando ela está no máximo eu sei pela compulsão alimentar. Nada me mata a fome (que não é fome). Problemas de autoestima também são frequentes. É muito difícil encontrar alguém que saiba compreender tudo isso.
    Adorei o post!
    Beijos,
    http://www.nomundodaluablog.com/

    ResponderExcluir
  10. A ansiedade corresponde diretamente no meu estômago... Tenho crises estômacais horriveis por causa disso. É necessário apoiar essas pessoas que sofrem.

    XOXOXO

    ResponderExcluir
  11. É interessante que tudo que tu citou é real, acontece e nós precisamos ter calma para cuidar das pessoas que tem isso, na minha família temos casos de ansiedade e é constante o cuidado com eles, principalmente o fato de não deixar que se sintam sozinhos quando passam isso.
    http://www.kammykrysthin.com/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  12. Que reflexão importante! <3 O tipo de post necessário - e que eu amo!

    ResponderExcluir

© Mundo de Fany . Design by Fearne.