Um ano de gratidão

12 de dezembro de 2017

Mais um ano está chegando ao fim, um ano cheio de dificuldades e tempestades, para mim e para o mundo. Um ano cheio de superação e força. Mas acima de tudo, um ano de gratidão. Foram tantas coisas que aconteceram, sem meritocracia nenhuma, aconteceram muitas coisas ruins, que tiraram minha paz, e principalmente o meu sono. Mas, também aconteceram coisas muito boas, que me transformaram como pessoa, acredito que esse ano foi um dos anos que mais aprendi, que mais adquiri conhecimento em diversas áreas da minha vida, principalmente a espiritual. Foi um ano que pensei em desistir da minha vida diversas vezes, que por muitos momentos eu achei que não fosse aguentar a tudo que estava enfrentando, foi o ano que descobri o quão forte eu sou.

Esse ano eu consegui um emprego fixo, e naquele momento era o que eu mais precisava e queria. No trabalho, conheci pessoas maravilhosas com historias incríveis, pessoas que me ensinaram muitas coisas que eu ainda não sabia. Eu pedi demissão em três ou quatro meses, por conta da minha saúde mental e física que não iam nada bem. Mas esse tempo que permaneci lá, eu aprendi muito, quanto a ser uma pessoa melhor e coisas da vida, quanto a ampliar meus conhecimentos já que além de trabalhar na minha área que é comunicação visual e publicidade, aprendi um pouco a trabalhar em outras áreas também, como caixa da loja, vendedora, e até a emitir notas fiscais, lanças produtos no sistema. A experiencia valeu muito, e eu sou muito grata a oportunidade que tive. 

Conheci pessoas incríveis, esse ano muitas pessoas passaram pela minha vida, digo passaram porque de fato poucas pessoas permaneceram. Mas, isso não é uma coisa ruim, foi incrível conhecer tantas historias, aprender tantas coisas com cada pessoa que passou pela minha vida, desde a pessoa que conversei na fila de uma loja, até a pessoa que abriu a sua vida comigo. Cada uma com o seu jeito, com os seus defeitos, com as suas qualidades, e com o acumulo de tudo que viveu até o momento, todas elas de alguma forma, mudaram a minha vida para sempre. Fizeram parte da construção de quem eu sou hoje. E não tem como eu ser mais grata a essas pessoas.

O necessário não me faltou, vivemos em um país que existe fome, que existem pessoas morando em condições precárias, na rua, debaixo de uma ponte, em barracos construídos com pedaços de madeiras encontradas na rua, sem o minimo pra viver. Pessoas que não tem um copo de água pra beber, que passam frio, e dias sem comer. Seres humanos que são vistos e tratados de maneira cruel por quem se acha no direito de maltratar alguém só porque se acha superior. Temos que sentir pura gratidão por termos algum lugar pra dormir, um copo de água limpa pra beber, um prato de comida pra comer. Esse ano eu percebi que eu sempre tive demais e reclamava muito mais do que quem tinha de menos ou não tinha nada. Então eu passei a ser grata, e hoje eu sinto gratidão por tudo que tenho. Posso não ser rica, e ter passado por muitas dificuldades financeiras, mas o necessário, nunca me faltou, e eu sou imensamente grata por isso.

Tudo é uma lição que precisamos aprender, como eu disse acima, esse ano foi um ano difícil cheio de dificuldades em todos os sentidos da minha vida, autoestima, dificuldade financeira, relacionamentos, minha saúde física e mental, problemas na família, minha mãe ficou/está doente, foram muitos problemas que me fizeram ver a vida de outra perspectiva, me fizeram mais forte a cada dia, passei a entender que problemas como uma oportunidade de aprendizado e crescimento, e ao invés de questionar o porque isso está acontecendo comigo, hoje procuro questionar o que eu preciso aprender com aquela situação ruim, o que eu posso tirar de melhor dela. Portanto, eu sou grata a tudo que me acontece, sendo coisas boas ou ruins, passei a sentir gratidão a todas as êxtase da vida. 

Estou viva. Em meio a tantos problemas e a correria do dia a dia a gente se esquece de ser grato pela oportunidade de estar vivo. Sou grata pela minha vida. Pelo meu corpo, por poder sentir o sabor da comida, o cheiro de um perfume, conseguir ouvir uma música, enxergar as pessoas ao meu redor, caminhar até onde desejo ir, agradeço pela sensibilidade de poder sentir algo que toco com as minhas mãos, e também agradeço por sentir com o coração.

Rumo ao autoconhecimento, esse ano, eu me desafiei a encarar essa jornada pelo autoconhecimento, para me conhecer melhor, para ser uma pessoa melhor para mim e para o próximo. São vários desafios todos os dias, não é nada fácil, não é algo da noite para o dia, e na verdade, é uma jornada sem fim, a gente nunca para de se conhecer, e isso é algo maravilhoso. Eu sou muito grata a essa escolha que fiz, e muito grata a cada desafio que enfrentei. Hoje, eu conheço as minhas fraquezas, limitações, medos, dificuldades, e é desta forma que aprendi e aprendo todos os dias estrategias e formas para superar tudo isso e me fortalecer todos os dias. Na hora do desespero, eu paro, reflito o que está acontecendo, o porque está acontecendo, e o que eu posso fazer pra mudar essa situação, e assim, me acalmo. O autoconhecimento é a melhor escolha que cada um pode fazer para a sua vida.

Gratidão por tudo que vivi esse ano de 2017,
eu não seria quem sou hoje, sem ter vivido cada coisa que vivi esse ano e os anos anteriores, sendo coisas boas ou ruins. Eu tenho uma pequena teoria sobre nós mesmos, nós somos o acumulo de tudo que vivemos até o agora. Sejamos gratos, a tudo. A gratidão nos fortalece, são felizes as pessoas que sentem gratidão. O que achávamos que era pouco, se torna suficiente. Atrai coisas maravilhosas para nós mesmos. A gratidão muda tudo. No ano de 2018, seja mais grato, sinta gratidão a tudo que você tem e que você irá conquistar, e assim, será mais feliz.

Obrigada por você ter lido essa postagem até aqui, muito obrigada se você me acompanhou de alguma forma esse ano aqui blog ou em qualquer rede social. Espero que continue comigo no ano de 2018. Gratidão pela vida de cada um de vocês. Beijos.

8 comentários

  1. Esse ano não foi o melhor da minha vida, mas, assim como você, eu tento listar as coisas boas. Consegui entrar numa faculdade e tive ainda mais coragem para largar o curso e enfrentar todas as críticas. Nessa hora eu percebi que consigo ser forte, mesmo quando a situação está muito ruim. Essa foi uma grande lição para esse ano.

    Bom, muitas coisas aconteceram comigo, mas não vou listá-las aqui não haha. Só queria que amei o post, e o otimismo e inspiração que vem dele :) que 2018 seja MUITO melhor!

    ResponderExcluir
  2. Li seu post todo e só posso dizer que me vi nesse seu texto, esse ano passei por uns altos e baixos, mas quando descrevo ele, eu só agradeço por tudo que me aconteceu. Aprendi que nada é no nosso tempo, e sim no tempo de Deus.
    Tive problemas na minha saúde mental e física, fiquei esgotada, e achei que não fosse aguentar, pensei até que iria entrar em depressão, mas graças a Deus descobri que sou forte o suficiente.
    Em 2018 quero aprender a ser verdadeiramente grata por tudo, afinal, quanto mais agradecemos, melhor as coisas ficam.
    Beijos.

    sonhosdegarota.com

    ResponderExcluir
  3. Esse mês comecei o meu bullet journal e tenho sido mais feliz e estável, também comecei a anotar as coisas pelo o que sou gratae é maravilhoso ver aquela lista todo dia. Foi um ano difícil para todos, mas muito bom e cheio de aprendizado
    .Amei o formato do post ♡

    ResponderExcluir
  4. Oi Fany! Eu acabei de ler O Diário de Anne Frank e fiquei surpresa como naquela situação a Anne estudava, lia livros, sonhava, se empenhava...E a gente reclama por tão pouco! Eu tenho casa, emprego, comida e fico reclamando que o ônibus demorou. Sem contar que, como você disse, todas as dificuldades nos fortalecem. Esse ano foi bastante (in)tenso pra mim, porque estive muito envolvida com os estudos e só agora to desacelerando um pouco...Mas também sou grata por tudo que aprendi! Gostei muito do seu texto, um bom 2018 pra nós (;

    ResponderExcluir
  5. Que incrível suas conquistas de 2017! Também fiz muita coisa legal, mas nem perto de ter um emprego fixo (deve ser incrível!), como você eu conheci muita gente que alegrou os meus dias em 2017. Também considero nada ter me faltado como uma conquista da maneira que o país vem passando. Concordo com você, apenas gratidão por esse ano maravilhoso! Parabéns pelo post.
    Beijão <3

    ResponderExcluir
  6. Esse ano eu senti que a gratidão estava muito mais presente nas redes sociais, pelo menos entre as blogueiras que acompanho. Tanto que se eu fosse dar uma palavra pro ano, seria essa. E é uma coisa muito boa. Senti que tentei me sentir assim também, e entre várias coisas que aconteceram, senti que me tornei uma pessoa melhor.

    "A gratidão nos fortalece, são felizes as pessoas que sentem gratidão." Nunca vi uma frase TÃO verdadeira quanto essa.

    ResponderExcluir
  7. Amei o seu texto! Como é bom relembrar as coisas boas que aconteceram durante o ano.
    No ano passado eu li vários textos lamentando o ano de 2016, e eu ficava me perguntando se não era falta de gratidão mesmo, porque as pessoas tem o hábito de se acostumar com as coisas boas e esquecem de agradecer por elas, enquanto ficam lamentando o que não tem

    ResponderExcluir
  8. Oi Fany, tudo bem? Que reflexão mais inspiradora. Realmente 2017 foi um ano incrível tanto pessoal quanto profissionalmente. Muito aprendizado, muito conhecimento, muitos desafios, mas o melhor de tudo é como recebemos todas essas lições, o que fizemos com as pessoas que apareceram em nossas vidas, com os obstáculos que ultrapassamos, lições aprendidas, outras esquecidas, mas tudo de modo geral cooperou para nosso amadurecimento. Realmente devemos ser gratos, temos família, uma casa pra morar, amigos, saúde, emprego, pessoas que nos amam, é muita coisa para agradecer. Gratidão 2017. Beijos, Érika =^-^=

    ResponderExcluir

© Mundo de Fany . Design by Fearne.