Resenha Série Touch

26 de outubro de 2017


Resultado de imagem para touch serie
Martin Bohm é um ex-jornalista que, após o falecimento da esposa nas Torres Gêmeas em 11 de setembro, passa a exercer uma série de trabalhos diferentes tentando dar um novo sentido à própria vida. Isso inclui tomar conta do filho, Jake, de 10 anos, que desde que nasceu foi diagnosticado com autismo. Mas Martin começa a acreditar que Jake é mais do que os olhos podem ver. Usando uma série de números em padrão, o garoto leva o pai a fazer descobertas e, assim, começa a traçar um certo equilíbrio entre vários acontecimentos ao redor do mundo. Martin passa então a investigar para descobrir qual é o grande propósito do filho, e os motivos de ele estar no mundo.
Resultado de imagem para touch série

Touch é o tipo de série que nos cativa logo nos primeiros episódios. Conta a historia de Martin, um pai viúvo que larga o seu emprego para cuidar do seu filho, Jake, que é autista, e um tanto quanto especial. De inicio podemos ver que a situação deles não é nada fácil, pois Jake começa a se meter em várias encrencas e Martin fica prestes a perder a guarda do filho. A série é incrível e digamos que seja bem diferente de todas as outras que eu já assisti, pois a cada episódio nós vemos vidas que estão predestinadas a se encontrar, com o decorrer da série nós vamos descobrindo coisas novas, conhecendo novos personagens e conhecendo cada vez mais a habilidade de Jake com os números, que é algo extraordinário, que salva vidas. Martin com a ajuda de um pesquisador descobre possibilidades de ajudar Jake através de seus enigmas numéricos. Uma das coisas mais interessantes na série é ver a comunicação do universo em diferentes locais do mundo, que através de simples atitudes, ajudam a salvar o mundo. Touch é uma série muito inteligente e interessante, que nos mostra que pequenas ações mudam tudo, nos ensina que não devemos ser pessoas individualistas, que estamos todos conectados, que todos nós precisamos um dos outros. Em Touch tem matemática, culturas diferentes, relação pai e filho, conexão, intensidade e muito mais.

A única coisa ruim, é que a série foi cancelada, e tem apenas 2 temporadas, e elas estão disponíveis na netflix. Vale super a pena conferir cada episódio da mesma

Reflexão da série: O ser humano não é a espécie mais forte no planeta. Não somos os mais rápidos, talvez nem os mais inteligentes. A nossa única vantagem é a habilidade de cooperar, ajudar uns aos outros.Nós nos reconhecemos nos outros e somos programados para ter compaixão; para o heroísmo,para o amor e é isso que nos faz ser mais fortes, mais rápidos e mais inteligentes. Por isso sobrevivemos. Por isso queremos sobreviver.
-  Jake 

5 comentários

  1. Como eu nunca ouvi falar dessa série antes? Parece ser muito boa mesmo, e eu adoro esse tipo de tema, vou procurar pra assistir. Pena que foi cancelada né, parecia ser tão legal, já to triste kkkk. Você já assistiu The 4400? Ela fala muito sobre o mundo, tem mistérios, e é super interessante, talvez você goste. Lembrei dela com a sua resenha, apesar de não ter muito a ver com essa série.

    Beijos!
    butlariz.com

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito dessa moral, é que na real se for pensar é bem isso, a gente só andou o que andou por causa da nossa cooperação e da importante passagem de conhecimento entre membros e gerações. Não conhecia a série, darei uma olhadinha.


    beijos.
    vidaemserie.com

    ResponderExcluir
  3. Kiefer Sutherland é perfeito para esse tipo de papel, né?
    Ele sabe convencer e prender a nossa atenção.
    Gostei muito de Touch <3

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca tinha ouvido falar dela e vou adicionar na minha lista é agora. Que temática mais sensível! Acho que vou chorar em todos os episódios...

    sweetluly.expressorosa.com

    ResponderExcluir
  5. Não creio que essa série foi cancelada, gente!
    Poxa, nem assisti e estou chateada.
    Mas irei vê-la mesmo assim pois AMEI a proposta da série e não conheço nenhuma outra que seja sequer parecida.
    Tenho um irmão autista, mas ele não convive comigo e por isso não compreendo esse mundo.
    Obrigada pela indicação.

    Beijos,
    Me chama de Bella
    Isabella Proença Blog

    ResponderExcluir

© Mundo de Fany . Design by Fearne.