Raising Hope - Série

17 de julho de 2016

Pensa em uma série idiota, e que tem tudo pra ser fútil, mas não é. Então, Raising Hope é exatamente assim, é uma série muito engraçada, mas que não deixa de ensinar algo a cada episódio, e melhor de uma forma muito descontraída. O que mais me instigou para começar  e terminar até o final, foi logo no episodio piloto que é o fato de ela não ser aquela série engraçada dos EUA que sempre se parece com todas as outras do gênero, ela é totalmente diferente, e muito louca pra deixar bem claro. A série conta a historia de uma família bem fora da caixinha que a proposito é a família Chance. Jimmy, está com sua vida estagnada, sem rumo algum, limpa piscina as vezes pra ganhar um troco, e vai a festas todas as noites pra pirar o cabeção e descolar uma gatinha. E apesar de ter seus 23 anos, Jimmy inda vive com a seus pais Virginia e Burt e sua avó Maw Maw, que a proposito, são loucos porém maravilhosos. Sua vida vira de cabeça pra baixa quando ele por acidente ou não, se envolve com Lucy, que logo na noite seguida ele descobre que ela é uma assassina em série procurada pela policia. Meses depois, quando Jimmy visita Lucy na cadeia, recebe a noticia de que Lucy está gravida de um filho seu. E depois que ela dá a luz, quem tem que cuidar do bebê é o Jimmy, e aí começa aparecer as dificuldades para cuidarem da criança, todos ali não tem estrutura e nem sabedoria nenhuma pra cuidar do bebê. E é aí que a loucura toda começa.
Como eu disse, o fato da série não ser como nenhuma outra, pelo menos não que eu tenha visto, faz com que ela seja mais interessante. É engraçado como nada dá certo para eles, e como eles sempre reagem bem de uma forma ou de outra com isso no final das contas, o que eu achei mais incrível como disse acima, é que a cada episodio é algo novo que você aprende, e de um jeito muito descontraído, e engraçado, sem forçar nada, muito natural. É uma série muito gostosa de se assistir, são 4 temporadas, e passam super rápido, você acaba se apegando a família Chance, talvez por eles serem gente como a gente, são estranhos, você sente que é real por mais que seja uma série, que chega mais a nossa realidade, os personagens se entregam, e depois da primeira temporada, você já se sente em casa. Confesso que eu não esperava muito da série, pensei que seria só mais uma série boba e fútil, mas não. Me surpreendeu muito, super indico a vocês assistirem, é uma pena que foi cancelada, adoraria que tivesse mais de 4 temporadas. Tem na neflix. 

Um comentário

© Mundo de Fany . Design by Fearne.