Conto de falhas

25 de março de 2015

Todos os dias eu me pego pensando no nosso ex nós, relembrando momentos, e vejo como fomos felizes, você costumava a me dar forças, e eu a te fazer sorrir, idealizávamos um futuro perfeito juntos, nos ocupávamos colocando o afeto em primeiro lugar. Mas como bons passageiros um dia, temos que partir.. Por um bom tempo, eu vivia me culpando, de ter deixado você ir, mas me lembrei que pra cada situação, existe um porque de estar acontecendo. Mas, aí lembrando do passado entro em uma conclusão, você tinha tudo pra ficar, e eu falhei. Falhas, sou cheia de falhas. É como o vaso de mármore de sua mãe, que caiu no chão por descuido seu, e mesmo você se arrependendo, não existe mais nenhum tipo de conserto. E você se culpa pelo resto da vida, por não ter segurado aquele vaso antes de cair, espatifar todo. É assim que eu me sinto, como se você fosse o vaso que eu quebrei, e que por mais que eu venha a querer consertar, não há mais jeito.Esse foi o nosso conto de falhas, onde eu, e você, conseguimos nos consertar com o nosso vaso de mármore partido ao meio.

4 comentários

  1. uaii que texto bacana !! adorei, você escreve muito bem !!

    Beijoo Rii Mendes
    www.mendesrosa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz por ter gostado Ri, seu blog é lindo!

      Excluir
  2. Obrigada Gustavo, mas é uma crônica, conto é só o título! E estou contente com meus textos por enquanto, beijo.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

© Mundo de Fany . Design by Fearne.